Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo #amorproprio

Personificando os sentimentos. Obrigada Divertida Mente!!!!

Como seria perfeito ver os nossos sentimentos materializados, como no desenho  Divertida Mente . Já imaginou? Bater um papo reto e direto com cada um deles, poder senti-los. Bom, na minha humilde opinião não vejo nenhum problema nisso, mas como tudo na vida, isso é humanamente impossível.  Personificar sentimentos é um jogo muito perigoso e como o ser humano é totalmente cheio de falhas, ter algo tão “tocável”, pode trazer riscos para alguns. Nem todo mundo estaria "preparadxs" para esse embate. Divertida Mente  é uma produção da Disney/Pixar. Não me atentarei ao enredo do desenho, pois o texto não se refere a realizar comentários nesse sentido, quero apenas fazer alusão ao contexto da minha vida pessoal.  Sempre que posso, assisto esse desenho, por que ele personifica tudo o que sinto e vivo. Sempre que posso, assisto esse desenho, por que ele personifica tudo o que sinto ou senti na minha jornada. Fico pensando é tão ruim quando saímos da nossa z

Aquele textinho maroto*

Começamos mais uma semana. Uma ótima notícia hein!!!  Graças à Deus, a todos os Santos e Orixás pra quem acredita, ainda podemos fazer a diferença nas nossas vidas ou até mesmo ajudar  outras pessoas. E aí? O que você pode me dizer sobre esse período? Alguma coisa positiva ou apenas as dificuldades imperam no seu ser? Pela contagem do calendário de 2019, já se passaram 197 dias. Muita coisa não? Pra mim não... Pelos meus cálculos, ainda dá tempo de fazer muita coisa, basta começar a partir de hoje, agora. É necessário querer...            Que tal se reinventar nesse período, nessa semana que está se iniciando? As horas estão passando rápido demais, e quem não está prestando atenção pode até se assustar. Qualquer coisa basta usar aquele lembrete maroto.  Mas, fique de boa: eu mesma estou passando por isso. Haja aplicativo para facilitar o dia a dia. Mais, o que dizer da loucura dos dias corridos? Da necessidade de se reinventar, da pressão exagerada de que precis